T +55 11 2598.2669 gericke.br@gerickegroup.com

Fabricação de achocolatado em pó: como reduzir as perdas e aumentar a qualidade

por nov 5, 2019Indústria Alimentícia, Transporte Pneumático0 Comentários

O achocolatado em pó é um produto delicado e de alto valor e, portanto, deve ser transportado com cuidado para preservar a integridade do produto, especialmente se o transporte for usado no final do processo de fabricação antes da embalagem.

A degradação também pode ocorrer no início do processo, pois os grãos de cacau são frágeis e isso pode causar variações no resultado final do sabor. Além disso, o transportador de material deve ser limpo com rapidez e facilidade, para que não ocorra contaminação cruzada quando os lotes estiverem sendo trocados.

É por esses motivos que o transporte pneumático é o mais indicado na indústria alimentícia e na fabricação de achocolatado em pó. Abaixo, explicamos como o sistema pneumático funciona e quais as vantagens que ele proporciona para sua produção!

Como funciona um sistema de transporte pneumático na fabricação de achocolatado em pó

Um sistema de transporte pneumático transfere o achocolatado em pó através de uma tubulação fechada. A força motriz dessa transferência vem de uma combinação de diferencial de pressão e do fluxo de um gás, neste caso, geralmente usa-se ar comum.

Os elementos básicos do sistema incluem uma fonte de ar motriz (também chamada de motor a ar, como um ventilador ou soprador), um alimentador, um receptor de material e um sistema de coleta de poeira.

Em um sistema de transporte pneumático, a pressão do ar na linha de transporte é alterada pelo motor de ar do sistema, que gera pressão ou vácuo. Onde o motor pneumático está localizado no sistema determina se ele gera um ou outro: quando localizado no início do sistema, o motor pneumático empurra o ar através do sistema e o sistema opera sob pressão.

Quando localizado na extremidade final do sistema, o motor a ar puxa o material através da tubulação e o sistema funciona sob vácuo. Ao controlar a pressão ou o vácuo e o fluxo de ar dentro do sistema, é possível transferir com êxito o achocolatado em pó.

Transporte mecânico vs. pneumático na fabricação de achocolatado em pó

Vamos começar analisando os sistemas de transporte mecânico. Um sistema de transporte mecânico convencional é executado em uma linha reta, com mudanças direcionais mínimas, e cada mudança direcional normalmente requer seu próprio motor e acionamento.

O sistema de transporte mecânico pode estar aberto, potencialmente gerando poeira — o que afeta diretamente a qualidade do achocolatado. Também possui um número relativamente grande de peças móveis, além do atrito/desgaste mecânico entre elas, que geralmente requerem manutenção frequente. O sistema também tende a ocupar um espaço valioso em uma planta.

Por outro lado, um sistema de transporte pneumático utiliza uma tubulação simples de pequeno diâmetro para transferir o material. O agente transportador é o ar, sem atrito mecânico de peças. O duto pode ser organizado com dobras para se ajustar ao equipamento existente, dando ao sistema mais flexibilidade de layout e ocupando um espaço relativamente pequeno.

O sistema é totalmente fechado e normalmente possui poucas partes móveis, o que evita a contaminação do achocolatado e facilita a manutenção.

Qualquer atrito entre o produto e o sistema é reduzido ao mínimo. Alguns sistemas até usam materiais de guia de fricção ultrabaixa. Em velocidades muito altas, o achocolatado em pó residual de um transporte realizado anteriormente pode criar atrito suficiente para reduzir a eficiência da linha. Portanto, é importante manter as superfícies sempre limpas nesse tipo de sistema.

Veja mais >> 4 cuidados na implantação do sistema pneumático de pó

As vantagens do sistema pneumático na fabricação de achocolatado em pó

A indústria alimentícia como um todo é uma das mais exigentes. Os requisitos legais e de qualidade a serem cumpridos são diversos e, com isso, é preciso uma atenção especial ao projetar a maneira como o material é transportado no chão de fábrica. Com o achocolatado em pó não seria diferente: a qualidade dos chocolates está relacionada diretamente à tecnologia aplicada aos processos produtivos.

Então, quais as vantagens do sistema pneumático na fabricação do achocolatado em pó? Vamos dar uma olhada nas principais abaixo:

Roteamento simples

Os sistemas pneumáticos ajudam a simplificar o roteamento dos caminhos de transferência de materiais em toda a planta. Como a linha de transporte consiste em tubos simples, eles geralmente requerem espaço mínimo e a linha pode fluir nas direções horizontal e vertical.

Muitas vezes, a linha de transporte pode ser conectada a estruturas, colunas ou vigas existentes, eliminando assim a necessidade de fundações especiais e estruturas de suporte. A maioria dos sistemas pneumáticos realmente libera espaço no piso ao substituir um sistema mecânico, permitindo um alto nível de flexibilidade de projeto no encaminhamento de materiais.

Um método mais limpo

O transporte pneumático elimina muitas possibilidades de derramamento que ocorrem nos sistemas de transporte mecânico. Como os transportadores mecânicos trabalham principalmente em linhas retas, pode haver muitos pontos de transferência do achocolatado em pó ao longo do caminho, como mudar de direção ou alimentar um transportador para outro.

Sempre que a transferência ocorre, é possível haver derramamento de material. O derramamento também pode ocorrer sempre que os materiais são parados no processo de transferência, o que é especialmente importante a considerar ao transportar materiais perigosos.

Um transportador pneumático é um sistema fechado. Com isso, os trabalhadores da planta, assim como o meio ambiente em geral, ficam mais protegidos contra derramamentos potencialmente perigosos.

O design do sistema também evita a contaminação do produto, o que é especialmente importante ao lidar com produtos sensíveis, como o achocolatado. Os sistemas de tubulação fechados e lisos criam uma vedação durante a transferência que ajuda a manter os contaminantes afastados.

Menos manutenção

Algo que todos os transportadores mecânicos têm em comum é uma abundância de peças móveis. Uma grande variedade de correias, eixos e rolamentos são usados ​​em sua construção e todas essas peças precisam de manutenção.

Os transportadores pneumáticos dividem-se em apenas algumas partes importantes: um compressor de ar ou bomba de vácuo, um dispositivo de alimentação, tubulação para transferência e um dispositivo de separação de pó e ar.

Cada parte deste sistema pode ser reparada no nível do componente, com o equipamento permanecendo na posição; portanto, todo o sistema não precisará ser removido ou substituído; apenas a parte com falha.

Os sistemas pneumáticos dependem do fluxo de ar criado por um ventilador ou soprador, e não das várias partes que compõem os sistemas mecânicos. O resultado geral de ter menos peças móveis é que o sistema fica menos suscetível a falhas mecânicas e paradas inesperadas, o que mantém a produtividade e a eficiência trabalhando nos níveis mais altos.

Hoje, vários fabricantes de achocolatado em pó usam o sistema pneumático para transferir o material de maneira rápida e eficiente. O transporte pneumático é responsável por proteger o meio ambiente, os trabalhadores e o próprio material de serem perturbados durante o processo.

Agora que você aprendeu como o transporte pneumático reduz as perdas e aumenta a qualidade na fabricação de chocolate em pó, saiba mais sobre equipamentos e sistemas para transporte pneumático no site Gericke!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também